Coisas que você não sabia sobre “O cara mais legal do mundo”


O cara mais legal do mundo
é o filme mais bombado do ano passado. Se você ainda não viu, é um vacilão. Ele já foi visto por quase 6 milhões de pessoas (embora o contador do YouTube só esteja marcando 400 e poucos. Isso é um erro de JavaScript, certeza). A gente quase inscreveu ele em Cannes, mas o cara da gráfica imprimiu a capinha tudo errado, e a gente acabou perdendo o prazo. Essas coisas acontecem.

Se você é uma das pessoas de bom gosto e viu o filme, vai ficar feliz em saber as curiosidades que eu, um cara que estava lá dentro, nos bastidores, vou revelar agora. Vou revelar os segredos, falar das cenas excluídas e explicar todas as piadas. Vamos lá.

– Esse vídeo era um trabalho de uma matéria da faculdade. Era o trabalho mais importante, tínhamos quase 3 meses pra fazer. Na teoria cada um deveria ter um papel definido na produção: roteirista, produtor, diretor, diretor de fotografia, todas essas coisas, pra gente saber como é. Mas é claro que isso acabou ficando só na teoria mesmo;
– Inicialmente era pra ele realmente ser um filme, com uma trama e cenas que fizessem sentido. Mas como a gente deixou pra última hora, não deu tempo;
– O roteiro final é baseado no que o Pedro e o Vitor escreveram pra gente poder mostrar pra professora, mas tem algumas mudanças por causa do curto prazo;
– O filme foi inteiro gravado no meu apartamento (e no corredor) na noite anterior à entrega. Filmamos das 9 da noite às 2 da manhã, sem fazer muito barulho;
– Usamos 3 câmeras fotográficas digitais completamente diferentes e com resoluções diferentes. Uma acabou a bateria e não tínhamos carregador, outra acabou o espaço na memória e a outra era uma merda;
– Meu amigo Vitor José (o Sylar) ficou editando no Windows Movie Maker até às 10 da manhã do dia da entrega, porque ele tinha que trabalhar à tarde. Mostramos o filme à noite e fomos aplaudidos de pé por uma turma completamente extasiada e interessada;
– A edição do Vitor não é essa que está no YouTube. A do YouTube é uma feita por mim, com mais tempo e no Sony Vegas. A versão do Vitor vai sair no DVD comemorativo de 10 anos;
– A princípio o Glauber, o japonês desenhista, interpretava um personagem cego, que fazia piadas de cego, era engraçadíssimo. Mas ele esqueceu de trocar de roupa, e a coisa ficou muito confusa. Ele até aparece na edição do Vitor, mas resolvemos corta-lo porque quase ninguém percebeu que ele era cego;
– Eu fazia um terceiro personagem, o Juan. Mas a gente só gravou a apresentação dele, esquecemos de gravar ele explicando, aí também tiramos da edição final;
– A gente esqueceu de ligar a câmera durante a apresentação do Marlon Brando;
– Guilherme Felipe, nosso amigo Milk, creditado como diretor, sequer sabia que a gente tava filmando naquele dia. Acho que ele nem sabia que era do nosso grupo. Essa, aliás, é minha piada interna favorita do filme. O Milk sempre pedia pra gente colocar o nome dele nos trabalhos, porque nunca fazia nada e precisava das notas. No final, a gente deu um filme pra ele;
– “Um filme de Jesus” é uma referência ao nosso curta anterior (não disponível ao grande público), chamado “Jesus Salga”, onde Glauber, o japonês, interpreta um JC oriental;
– Marlon Brando estava lendo uma lista de filmes completamente aleatória que a gente escreveu pra ele não esquecer, que estava no chão, por isso ele fica olhando pra baixo;
– “fotolog.net/vitorjose” é a nossa piada interna mais idiota. Fizemos ela durante quase a faculdade inteira, sem saber o motivo exato. Sempre que tinha algum churrasco, ou algo assim, a gente escrevia no quadro “fotos da galera no churras no fotolog.net/vitorjose” e dava muita risada;
– A parte do “Doug Porra” realmente aconteceu, daquele jeito que foi retratado no filme;
– As músicas da trilha sonora são do Bob Dylan: Rainy day women #12 & 35, do Blonde on blonde e Bob Dylan’s 115th dream, do Bringing It all back home.

Acho que é isso. Assista, comente, passe pros seus amigos. A gente tá planejando fazer outro, vamos fazer assim que tivermos uma idéia pra história.

Assista O Cara mais legal do mundo no YouTube.

Anúncios

Um comentário sobre “Coisas que você não sabia sobre “O cara mais legal do mundo”

  1. muito legal!gosto da parte sobre o equipamento que pode estar possibilitando, por assim dizer, clones dos próprios CDs das pessoas na casa das próprias pessoas! onde eu compro um desse?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s