Lembrar do ano passado e voltar a escrever

Ligeiramente grávidos

Das 5 coisas que eu prometi que ia fazer no ano passado, consegui cumprir apenas uma com louvor: ganhar dinheiro trabalhando. Foi a única coisa que eu me esforcei o mínimo pra conseguir, aliás. Não vendi nada pro Submarino, não consegui receber nem o primeiro cheque do google, não consigo fazer acordes difíceis e não consigo cantar junto com os fáceis, o máximo dos projetos paralelos que eu fiz foi publicar as legendas do the office aqui mesmo, e eu continuo não participando efetivamente de nada. Mas ei, eu tenho um emprego decente, pelo menos.

***

A coisa mais importante do ano passado foi que eu acabei a faculdade. E isso não porque eu acabei “a faculdade”. Porque o curso só durou quatro anos. Mas eu tenho frequentado esse tipo de lugar – antes a escola, agora a faculdade – desde os 5 anos. E agora acabou. Algumas pessoas ainda ficam enrolando, e fazendo pós-graduação e essas coisas. Ainda bem que acabou. Agora a única pessoa a quem eu tenho que prestar contas é eu mesmo. Agora eu vou ser presidente da minha vida.

***

O melhor filme de 2007: Ligeiramente grávidos. Uma ótima história, que poderia muito bem ser um filme chato, muito bem disfarçado de comédia idiota, que poderia muito bem ser um filme chato também. Judd Apatow achou o equilíbrio perfeito. Seth Rogen é ídolo. Cheio de passagens memoráveis. “Casamento é uma versão tensa e não-engraçada de Everybody loves Raymond, só que não dura 22 minutos. Dura pra sempre.” Sempre que alguém disser uma verdade citando cultura pop vai ser legal.

***

Não leve a sério essa opinião sobre o filme: eu vi muito mais séries do que filmes no ano passado. E a melhor é, com certeza, Família Soprano. Dexter matou a pau, a segunda temporada manteve o altíssimo nível. Heroes provou ser a série mais idiota dos últimos tempos, e eu realmente pretendo falar mais sobre isso. Você devia começar a ver Lost desde o começo, se ainda não fez isso, só pra ver o último episódio da terceira temporada (que foi ridícula, até quase no final). A terceira temporada de Prison Break está completamente fora de controle. Toda a perícia e segurança das duas anteriores estão foram deixadas de lado, e até agora eu to achando que eles já deviam ter parado. O episódio de House com o Dave Matthews é uma obra-prima da teledramaturgia.

Amanhã: promessas falidas pra 2008.

Anúncios

2 comentários sobre “Lembrar do ano passado e voltar a escrever

  1. Este até que estava bonzinho…Eu “acabei a faculdade” em 2006, mas entrei no Mestrado e pretendo entrar no Doutorado em 2008. Tenho mais alguns anos de estudo pela frente…E discordo sobre Lost. Achei que a série nã omelhorou só no final. Desde a metade da temporada (ou até mesmo antes) ela já estava boa novamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s