Borat

Borat
Borat cobrindo a Corrida do Judeu. Ao fundo, uma senhora judia

Não sei se dá pra definir Borat como um filme “muito engraçado”, mesmo ele sendo. Porque quando uma coisa é definida com um “muito engraçado”, existe grande chance de ela ser uma merda.

O filme é genial. É um filmaço. Sacha Baron Cohen dá uma aula de como construir um personagem, com tudo, figurino, personalidade e sotaque. E é graças a isso que todas aquelas coisas preconceituosas e ofensivas que ele faz no filme viram uma crítica realmente muito engraçada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s